Lua

April 16, 2012

 “Me sinto sem medo e vazio mas vazio de medo......enquanto a Lua faz sexo que perpétua a condição humana na terra, a noite brilha e incendeia meu âmago.Querer amar a natureza não é um mau negócio pois o rio se quebra e invade a outrora....... paisagens que era minha vida desterrada da terra mãe........”


“Enquanto as raízes se dão conta que estão fazendo amigos para toda eternidade um raio de mau gosto seria o raio da desavença que sem exaurir confunde-se com meu ser em ebulição suprema do intelecto, me atenta, e tenta vencer a proliferação da paz que se consome...consumato est.Paixão defibrila meu coração me invade pois me sinto vazio de sublimação e a angustia me aguarda me compunge me encara de frente sem abismo pra contemplar e ser contemplado.

Se aproxima se junta ao tiranossauro que nunca fui,mas a tormenta se aproxima e meu espírito se comprime e se constrange e se contrito esta espera,aguarda,junta esperança na solidão do rio, e constroe um arrebalde para a oblação final,preparado começo a sentir a sofreguidão do exato e absoluto ser diáspora ..........”

..........se vazio estou vazio permaneço fora as condições externas...o que leva a mundo melhor talvez seja esta louca persistencia da força de vontade e perseverança em alcançar se não for o infinito algo mais que se feche e se complete em si mesmo aqui e agora como a dádiva de um cervo bebendo água na fonte .......

.......Solidão sabe que preferes enganar que ajudar com companhia alguma de uma talvez parceria

......enquanto iludo-me que estou em sua companhia prova-me que esta burlando meus sentidos da verdade pois não és coisa alguma,ou acompanhante deveras não és....fujo de tua presença firme e me anoiteço na minha companhia sem a luz da lua da tua noite só, solidão ser nenhum.......

Solidão vazio pretendente de algo menos,de parceria inexistente a alguém real..

Se este ser não sou eu porque insistes em me deixar só,é quando começo a me nganar que vejo que és um ser que não redime ninguem da cruel verdade do seu eu intrinseco...

Em saudosas ventanias me acho acompanhado então és verdadeira e por maneira

alguma queres deixar só alguém,mas tua própria definição da tua essência divide e compele a unificação de tua invisibilidade mostrando o vazio que emana do nada...

sua particularidade é nada no entanto ocupa uma janela que revela infinitos....

Solidão eis o fato de agora em diante,este é o trato......

Solidão só lido contigo quando estiveres vendo e revelando a verdade ao invés de faltar

A minha e tua companhia . E deveras estar ao meu lado.........

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Arquivo