Lua

April 16, 2012

 “Me sinto sem medo e vazio mas vazio de medo......enquanto a Lua faz sexo que perpétua a condição humana na terra, a noite brilha e incendeia meu âmago.Querer amar a natureza não é um mau negócio pois o rio se quebra e invade a outrora....... paisagens que era minha vida desterrada da terra mãe........”


“Enquanto as raízes se dão conta que estão fazendo amigos para toda eternidade um raio de mau gosto seria o raio da desavença que sem exaurir confunde-se com meu ser em ebulição suprema do intelecto, me atenta, e tenta vencer a proliferação da paz que se consome...consumato est.Paixão defib